Formas de Atendimento
CENTRAL DE VENDAS (11) 4902-9830
Plano de Saúde São Croistovão
HISTÓRICO DA INSTITUIÇÃO Associação de Beneficência e Filantropia São Cristóvão é uma Instituição que, através do envolvimento de profissionais de extremo caráter e liderança, hoje torna-se referência em saúde na região leste de São Paulo. Todas as ações que persistiram durante décadas, resultaram numa gestão focada ao desenvolvimento assistencial em prol da saúde e ao chegar aos cem anos de credibilidade em 2011, resultará num marco histórico de conquistas e progressos como temos o orgulho de apresentar. 1911 Surgiu na cidade paulista, a Sociedade Internacional Beneficente dos Chauffeurs do Estado de São Paulo, voltada inicialmente à proteção dos direitos dos motoristas de praça. Posteriormente, a entidade expandiu seu foco, proporcionando serviços médicos aos associados e comunidade. 1933 Foi inaugurado em Campos do Jordão, o Sanatório São Cristóvão, terreno este doado pelo embaixador José Carlos de Macedo Moraes. O local dedicava-se ao tratamento de tuberculose e doenças pulmonares. Em seguida, o Recanto São Cristóvão foi criado com o intuito de abrigar o corpo clínico e os familiares de pacientes internados no Sanatório. 1959 Visto a quantidade de pessoas que necessitavam de assistência médica e após árduos esforços para a arrecadação de fundos pela totalidade de seu corpo associativo, a diretoria da Instituição definiu construir um completo e vasto centro hospitalar. Neste ano, a pedra fundamental do empreendimento foi lançada. 1965 Em 12 de dezembro, o Hospital e Maternidade São Cristóvão foi inaugurado, recebendo destaque o seu administrador geral, Américo Ventura, que desde o lançamento da pedra fundamental até o ano de seu falecimento (1998), construiu, aprimorou e fortaleceu a Sociedade através do persistente propósito de atender o ser humano com dignidade, além de sua grandiosa competência de trabalho e conhecimento profissional. 1978 Durante a Assembléia Geral que contou com a adesão da maioria dos associados, a Sociedade Beneficente dos Chauffeurs do Estado de São Paulo passou a se chamar Sociedade de Beneficência e Filantropia São Cristóvão, ampliando a partir de então, sua visão de melhor servir à comunidade. 1985 Foi construído o Centro Social Integrado José Ramos Paiva, no Recanto São Cristóvão, abrigando 50 apartamentos com toda infraestrutura de lazer para uso dos associados, médicos e população em geral. 2003 Implantou-se um novo modelo de gestão visando descentralizar e obter maior autonomia dos departamentos institucionais. Para tanto, foram criadas as Superintendências do Hospital, Plano de Saúde e Controladoria, além de instaurar mudanças no atendimento com processos de qualidade e criar novas equipes de especialistas e gerências para encantamento dos clientes. 2004 Em janeiro, visando adequar o Estatuto Social ao novo Código Civil, a Instituição passou a denominar-se Associação de Beneficência e Filantropia São Cristóvão. A partir de julho deste ano, o HMSC adotou o modelo de gestão CQH (Programa de Compromisso com a Qualidade Hospitalar), tendo como propósito a melhoria contínua de ações e serviços para atender às necessidades de todas as partes interessadas. 2007 O Hospital e Maternidade São Cristóvão encerrou o ano com uma grande conquista: o Selo de Conformidade do CQH. Para isso, mudanças de extremo valor foram realizadas, tendo em vista o progresso sucessivo da Instituição como: implantação do Planejamento Estratégico; atuação de profissionais de enfermagem na radiologia; reforma na estrutura física; desenvolvimento da liderança; melhoria dos prontuários de pacientes e atualização dos manuais de rotinas e procedimentos. 2008 Com determinação, Valdir Pereira Ventura transformou 2008 em um ano de vitoriosas efetivações: inaugurados novos leitos (20% de aumento na capacidade de internação, passando de 174 para 207 leitos), postos de enfermagem, ampliação da UTI e reforma da cafeteria do HMSC. Adquiriu-se dois terrenos totalizando 5.548m² de área, além de investir rigorosamente na área de informática e em equipamentos tecnológicos. Firmadas parcerias com empresas conceituadas no mercado laboratorial, odontológico e remoções médicas. Foram contratados profissionais para diversos setores, incluindo o fortalecimento da marca São Cristóvão Saúde em eventos regionais e de responsabilidade social. 2009 A Instituição passou por múltiplos processos de melhorias e conquistas, dentre eles: criação da Unidade de Apoio ao Pronto-Socorro (UAPS), Unidade de Apoio Respiratório (UAR) e Centro de Reabilitação e Prevenção à Saúde; reforma e ampliação de setores institucionais, visando à qualidade na prestação de serviços ao cliente; implantação de placas viárias do HMSC na zona leste; investimentos em mídias como rádio, TV, veículos de comunicação impresso e tecnologia da informação; eventos voltados ao corpo clínico e colaborador; modernização e aprimoramento de diversas áreas como estacionamento, apartamentos, lanchonete, fachada do Centro Ambulatorial, banco de sangue, farmácia e almoxarifado; criação de benefícios aos associados e projeto de inclusão social, inserindo jovens com necessidades especiais em algumas áreas da Instituição. Somado a isso, o São Cristóvão Saúde também recebeu duas certificações voltadas a Gestão de Qualidade como a recertificação do CQH – Compromisso com a Qualidade Hospitalar e a certificação Nível I da ONA- Organização Nacional de Acreditação para o HMSC, além da recomendação ISO 9001:2008 para o Plano de Saúde. 2010 A partir de 2010, houve novos investimentos na expansão da estrutura de atendimento, como a criação do Pronto-Socorro Infantil, novo leito da Maternidade (modelo para a reforma dos demais leitos existentes), modernização do Berçário e projetos futuros em fase de planejamento e execução. A Instituição também foi contemplada com o Selo Ouro SINASC, pelo reconhecimento da qualidade do trabalho, preenchimento e digitação das informações sobre nascidos vivos e Selo Verde do Instituto Chico Mendes de Meio Ambiente, pelos trabalhados desenvolvidos e postura sustentável. Desde sua fundação, a Instituição contou com 12 presidentes do Conselho Deliberativo e 18 presidentes da Diretoria, que foram: Presidentes do Conselho Deliberativo: Mário Girello; José Ramos Paiva (1º mandato); Domingos Montovani; José Ramos Paiva (2º mandato); Donato Milito; João Orlando; Francisco Fernandes Cunha; João Ramalho; Manuel Alves Mourão; Arthur Augusto da Cruz; Eduardo Campos; José Bizarro da Nave; Valdir Pereira Ventura (1º mandato) e Valdir Pereira Ventura (Atual Gestão). Presidentes da Diretoria: Roberto Storrer; Manuel Augusto Lopes; Pedro Gad; Daniel Conceição Santos; Jorge Ranzani; Francisco A. Affonso; Luciano Gualberto; Alfredo Santucci; João Migliari; Mário Girello; José Ramos Paiva (1º mandato); Domingos Montovani; Antonio Martins da Rocha; Fausto Soares de Rezende (1º mandato); José Ramos Paiva (2º mandato); Fausto Soares de Rezende (2º mandato); José Antônio Manso; José Augusto Ventura; José Ramos Paiva (3º mandato); Walter Lopes Ferreira e Renato do Amaral (Atual Gestão).
HomeTodos os direitos reservados 2012
Politica de Privacidade